“meNINA prendada”: receitinhas para você se deliciar!

Alguém me fala quando foi que já chegou Novembro? Esse ano está passando tão rápido que não estou conseguindo acompanhar (rsrsrs), mas as comidinhas continuam acontecendo para deixar a nossa vida mais saborosa e prática né?

Hoje vamos fazer três receitas deliciosas e fáceis tanto para a família como para receber os amigos em casa.

 

Chiclé de camarão

FullSizeRender (2)

Esse é o tipo de prato perfeito para dias mais frios e preguiçosos, apesar de parecer complicado na verdade não é e você pode personalizar de acordo com os ingredientes que você gosta mais.

Ingredientes:

500gr de camarão limpo

1 cebola branca picada

2 dentes de alho picada

Azeite

Sal e pimenta a gosto

1 taça de vinho branco

300gr de abóbora (com casca)

1 garrafa de leite de coco

Salsinha e cebolinha picadas (20gr)

01 tomate maduro picado

250 gramas de mussarela ralada

20gr de manteiga

Modo de preparo: Vamos pegar a abóbora (normalmente é ¼ da abóbora inteira que eu uso) e ela ainda com a casca vai ser temperada com sal, pimenta e azeite e colocaremos em uma forma para assar com a abóbora virada para baixo e papel alumínio em volta da abóbora (isso faz com que a abóbora asse no próprio vapor, deixando a textura mais lisa e fácil de manusear). A abóbora deve assar em torno de 30 minutos em 180 graus, e assim que tirarmos do forno com uma colher de sopa vamos “cavar” a abóbora e colocá-la numa vasilha a parte (só vai sobrar a casca da abóbora), na vasilha vamos verificar o sal e pimenta da abóbora e espremer para virar um purê acrescentando a manteiga e reservar.

Em uma panela a parte vamos refogar no azeite, a cebola picada, os dentes de alho também picados e grelhar os camarões. Logo que os camarões começarem a ficar cor de rosa nós já devemos acrescentar a taça de vinho branco e deixar evaporar o álcool. Nesse momento acrescentamos o tomate picado, a salsinha e cebolinha picada e o purê da abóbora assada. O purê vai se incorporar com o vinho branco criando um caldo bem saborosa e com textura. Vamos adicionar o leite de coco e deixar apurar.

Para servir devemos acrescentar a mussarela e dar uma última mexida para que a mussarela derreta e forme o “chiclé”, o queijo deve puxar bem na hora de serviços no prato. Eu gosto de servir com arroz branco e salada de agrião, mas você pode adaptar para o que gostar mais.

 

Linguini com molho de shitake

FullSizeRender (1)

Esse prato é super simples e muito gostoso, devido a acidez do tomate e do doce do shitake os sabores brincam com as nossas papilas gustativas e o sabor é bem elegante.


Ingredientes:

1 pacote de macarrão linguini

4 tomates maduros picados

1 cebola picada

2 dentes de alho picados

20 gr de salsinha

400gr de shitake (cortado julienne – em tiras)

20gr de manteiga

1 taça de vinho branco

1 colher de sopa de mel (eu tenho um mel em casa que é trufado, então se você tiver acesso a esse ingrediente eu recomendo o uso, senão pode ser o mel normal mesmo).

Azeite

Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo: Vamos colocar a água do macarrão no fogão para o cozimento, lembrando que a água deve estar salgada e a panela deve ser grande.

Enquanto isso em uma panela a parte vamos refogar no azeite (1 fio) a cebola e o alho e assim que dourar devemos acrescentar o shitake cortado e a manteiga e deixar fritar. Os cogumelos vão absorver a manteiga como uma esponja deixando o shitake mais saboroso. Acrescente o mel e deixe caramelizar levemente até dourar e nesse momento vamos acrescentar a taça de vinho até o álcool evaporar, colocamos sal e pimenta a gosto e acrescentamos os tomates e a salsinha e deixar apurar (vá acertando o tempero sempre e cuidado para não salgar). O mel vai tirar a acidez do tomate e equilibrar o molho, então não é necessário a pitada de açúcar.

Coloque o macarrão na água, quando a mesma se encontrar em ponto de fervura, mexendo o macarrão para que não tenha nenhum grudado ao outro e retire quando estiver al dente (o meu jeito de saber é realmente experimentando o macarrão).

 

Hamburguer recheado com cebola, mostarda dijon e fritas de mandioquinha e cenoura

FullSizeRender

Ingredientes:

400gr de carne moída de primeira

100gr de bacon de lombo moído

Sal e pimenta a gosto

2 alhos picados

½ cebola branca picada

1 cebola roxa cortadas em rodela

15gr de salsinha picadas

2 tomates fatiado em rodela

200gr de queijo grueyer fatiado

200gr de cogumelo paris

20gr de manteiga

Pão de hamburguer

3 mandioquinhas bem lavadas e cortadas julienne (palito)

2 cenouras grandes bem lavadas e cortadas julienne (palito)

Óleo para fritar

Modo de preparo: Vamos colocar água no forno e escaldar as mandioquinhas e as cenouras para que elas fiquem mais tenras. Quando os legumes estiverem macios vamos escorrer e deixar secar. Em uma panela com óleo vamos fritar as mandioquinhas e as cenouras e temperar com sal para serem servidas junto ao hamburguer.

Em uma vasilha vamos colocar a carne moída e o bacon moído (a adição de uma carne que é mais gordurosa como a de porco deixa o hamburguer mais saboroso), acrescentar o alho, a cebola (somente ¼ dela, o restante será utilizado no cogumelo) e a salsinha e vamos mexer com as mãos adicionando sal e pimenta para temperar. Vamos pegar um rodela da cebola roxa e modelar o hamburguer em volta da cebola e reservar.

Em uma panela a parte vamos refogar os cogumelos paris numa panela com a cebola e a manteiga e deixar dourar (tempere com sal e pimenta). Além disso eu sempre coloco os pães de hamburguer no forno bem baixo para que fiquem quentinhos na hora de montar.

Em uma frigideira quente e com um fio de azeite vamos fritar os hamburgueres, quando virarmos o hamburguer pela primeira vez nós já adicionamos uma fatia de queijo em cima para derreter. Separadamente vamos abrir o pão de hamburguer e passar em cada lado do pão um colherada rasa de mostarda dijon, em uma das bandas do pão colocamos duas fatias de tomate, o hamburguer com o queijo derretido e o cogumelo paris.

Eu adoro comer hamburguer e friturinhas com cerveja bem gelada!

Coma, beba, se delicie e depois me conta como foi bom!

Nina Fagaraz

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *