“Cristofobia”

E aí pessoal, tudo bem?

Após a Parada Gay, especialmente pelo fato de um transexual, durante a parada, ter encenado a crucificação de Cristo com uma inscrição com os seguintes dizeres “Basta de homofobia com GLBT”, muito se falou em Cristofobia.

Mas o que é Cristofobia? Etimologicamente falando, Cristofobia seria o medo (ou fobia) de Cristo. Se fossemos analisar ao pé da letra, essa expressão não teria muito sentido com o que foi visto durante a parada gay. Ocorre que neste caso, ninguém está querendo referir-se propriamente a algum medo, mas sim utilizar de uma simples expressão para representar toda e qualquer forma de discriminação para aqueles que compartilham da fé cristã.

Juridicamente falando, o crime de “Cristofobia” encontra-se tipificado no Artigo 208 do Código Penal sob a denominação de Ultraje a Culto e Impedimento ou Perturbação de Ato a ele Relativo. Mas não se engane, apesar da terminologia que todos têm se utilizado – Cristofobia, aqui estamos diante de um tipo penal que abrange toda e qualquer orientação religiosa, não sendo apenas um privilégio do Cristianismo. A expressão “Cristofobia” não é novidade e foi utilizada pelo Deputado Rogério Rosso do Partido Social Democrático (PSD), quando ingressou na Câmara dos Deputados com um projeto de lei que propõe o aumento da pena desse delito do artigo 208 do Código Penal, bem como propõe que a pratica desse delito seja considerada hedionda, ou seja, o crime também seria hediondo. Na justificativa de sua proposta o parlamentar utilizou-se da expressão “Cristofobia” para explicar suas razões do porquê esse crime deve sofrer alterações. Ficou interessado e quer saber um pouco mais? Concorda com a alteração do tipo penal? Houve prática de crime durante a Parada Gay? Assista abaixo o meu vídeo em que falo mais detalhadamente sobre esse crime que não se limita ao preconceito contra às crenças religiosas, mas também ao desrespeito da fé professada, que repito, seja ela qual for. Obrigado e até a próxima.

 

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *