Sobre esperar e acreditar

Oi gente! Tudo bem com vocês?

Tenho pensado muito sobre o tempo certo das coisas acontecerem em nossas vidas.

E também sobre como desaprendemos a esperar e acreditar.

Vejam bem, não estou falando de esperança cega, daquela de quem senta e espera para ver de que lado o vento vai soprar.

Existe uma “observância” nos ensinamentos hindus que diz: Ishvarapranidhana. Entregue-se a vida. Ou como você achar melhor interpretar.

A essência é: depois que tiver feito tudo que estava ao seu alcance, entregue-se ao poder ilimitado de Deus, da Vida e do Universo.

Isso é esperança, qualquer outra coisa, é comodismo humano cego e burro.

Precisamos relembrar o que é ser paciente e o que é acreditar. Se você não acreditar que algo de bom vai acontecer, pode esquecer. E se você tiver pressa, vai morrer na praia.

A lagarta se fecha em seu casulo para deixar de se arrastar e poder voar, o bambu fica uma “semente em potencial” por quase 5 anos até emergir para a superfície, e no entanto não sabemos disso, mas temos o bambu como uma expressão de força e equilíbrio.

Será que alguma lagarta pensou: mas será mesmo que se eu ficar no casulo vou virar borboleta?

Certo que não. De alguma maneira ela sabe que esse é o caminho. Nós temos o mesmo dom. Assim como a lagarta, somos filhos da abundante Natureza. Se ela sabe, nós também sabemos.

A diferença? Ela escuta o que os ventos da sabedoria ancestral sopram em seus ouvidos.

Nós humanos? Escutamos o que a TV disse, o que o “politicamente correto” disse, o que a sociedade disse, o que seja lá quem for disse. Mas nem sequer sonhamos em silenciar este turbilhão infernal e escutar o que o nosso coração, a nossa alma disse.

E você ai pensando em abandonar um sonho porque não obteve resultados no primeiro ano. Já pensou se as tão belas manifestações da Natureza desistissem? Só veríamos lagartas e sementes em potencial e sei lá eu agora te dizer quantas outras coisas não existiriam.

Realizar sonhos e projetos é uma mistura maluca de ações e sentimentos. Fazer, esperar, acreditar, rir, chorar, se decepcionar e recomeçar quantas vezes for necessário.

E então? Vamos nessa?

Se ficar muito difícil, respire fundo, conte até 1000 e comece tudo de novo.

Ah e ai vai uma dica muito importante. Você tem que saber se isso que está projetando é o que você quer mesmo, se não for, pode ter certeza que vai dar aquela preguiça…

Beijos no coração e até a próxima!

You May Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>