Meu filho foi mordido na escola!

Olá mamães atuais,  tudo bem?

Por aqui Matias com catapora,  mas está tudo bem, com algumas curiosidades que conto pra vocês depois,  porque o assunto hoje é “Mordida na Escola”.

Matias está com 1 ano e 8 meses e até 2 semanas atrás eu nem sabia nada sobre a tal mordida na escola.
Bom, em julho, teve uma reunião de pais na creche e quando o assunto foi mordida,  nossa, teve mãe que quase bateu na mãe do outro! Disse que isso era problema da mãe e que ela tinha que educar o filho dela para não morder ninguém. Olha a coisa foi nesse nível! E eu como nunca tinha passado por isso,  achei tudo um exagero.
Bom…até o dia que acontece com o seu filho.
Saída da creche a professora olha pra mim e fala: “Mãe, o Matias foi mordido pelo colega, disputando um brinquedo”. Gente,  eu fiquei muito brava! Já fui perguntando quem foi, se ela mandou recado para a mãe na agenda… olha gente, não é fácil! Só digo que “a primeira mordida a gente nunca esquece”.

methods_to_help_your_child_stop_biting
Aquele sentimento ruim passou,  mas entendi todas as mães que reclamaram no dia da reunião e fui pesquisar porque isso acontece e li muito que:

  • Eles mordem para expressar a sua insatisfação ou até mesmo o desejo de conhecer o colega por meio da mordida. Acredita?
  • Como não sabem falar  as crianças acabam recorrendo a empurrões, puxões de cabelo e principalmente às mordidas.
  • A fase da mordida geralmente é junto com a entrada na escola. O fato de ter que compartilhar brinquedos, atenção e o espaço com outra criança,  pode ser demais para quem estava acostumado a ficar muitas vezes só com a mamãe.
  • As mordidas geralmente são no braço e rosto,  principalmente na bochecha como foi o caso do Matias.
  • O nascimento dos dentinhos também é o aliado das mordidas no coleguinha.

Olha mamães atuais, li muito. E muitos blogs,  sites,  psicólogos, disseram que os pais podem ajudar evitando brincadeiras que expressem carinho mostrando os dentes e fingindo morder. Afinal, é verdade total que eles imitam tudo que a gente faz.
E quem não adora morder um bebê? Quantas vezes a gente escuta tias, irmãs, madrinhas, falando: “Vou morder esse bebê!” Pois é, assim eles acham que também podem e não estão errados, já que nós somos o maior exemplo.

O detalhe é que eles não sabem fingir a mordida e aí mordem de verdade, machucando muito.

images-8

Nas escolas infantis, consideram  importante que a criança não seja rotulada como “mordedora”, nem ter o seu comportamento exposto em público. É necessário dizer para a criança que ela não pode fazer isso, porque dói e machuca o coleguinha. Mandar recado na agenda, dizendo o que fez, é importante para que os pais saibam se mordeu ou foi mordido (Matias não mordeu ninguém “ainda”).

A boa noticia é que na maioria das vezes, a partir dos dois anos de idade, conforme eles começam a falar, isso passa. Ufa!

Cada criança é diferente da outra, graças a Deus e vivem  realidade diferentes o que de fato pra tudo na vida  precisamos ter é um trabalho conjunto entre pais e professores para dar atenção, carinho e amor, para que eles se sintam acolhidos e não precisem de ter comportamentos exagerados no seu convívio social, como morder todos os dias.

Fato é que ninguém vai escapar da sua primeira mordida na escola. E se preparem mães,  porque a gente literalmente vira uma fera!

Bjs mil!

Foto: Reprodução

You May Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>